Intel traz de volta processador Pentium de 22nm

Intel traz de volta processador Pentium de 22nm

Os adeptos de desktops esperam ansiosamente por novidades da próxima série de processadores baseada na tecnologia de fabrico de 10nm da Intel. Depois de ano de domínio claro por parte da AMD, fica a dúvida se a rival conseguirá responder à altura. Contudo, pelo novo anúncio, parece que por agora a Intel tem apenas para oferecer um processador descontinuado com mais de 6 anos, o Pentium G3420.

Não seria propriamente o que o mercado estaria à espera. Assim, qual será a ideia para esta “jogada” da Intel?

O que ainda terá para oferecer o Intel Pentium G3420?

Segundo informações avançadas pela empresa sediada em Santa Clara, a ressurreição de um antigo processador e agora descontinuado, encontra-se planeada. A fabricante de processadores deseja trazer de volta o formidável Pentium G3420 da antiga arquitetura Haswell.

Este processador foi um sucesso de vendas há cerca de 6 anos. Na altura, aquando o seu lançamento, oferecia uma alternativa de entrada com uma performance sólida e a um preço baixo.

Intel passa por dificuldades em inovar?

De acordo com o site Tom’s Hardware, o retorno do velhinho G3420 estará relacionado com as recentes dificuldades da Intel. A gigante parece ter dificuldades em responder à procura dos seus processadores com tecnologia 14 nm. Desta forma, a falha fez com que a mesma fosse obrigada a partilhar publicamente um anúncio para todos os clientes e mencionado que o problema ainda não se encontra em fase de resolução.

Gostaria de reconhecer e pedir sinceras desculpas pelo impacto que os recentes atrasos na remessa de CPUs estão a causar no seu negócio e agradecer à sua parceria contínua.

Escreveu em carta aberta Michele Johnston Holthaus, vice-presidente executiva e diretora-geral de vendas e comunicações da Intel.

Assim, com este retorno, a Intel pretende trazer mais uma alternativa ao mercado de forma a cobrir uma percentagem reduzida de máquinas, onde o poder de processamento deste modelo Haswell seja suficiente para tarefas pretendidas. Assim, a empresa poderá ver reduzido o défice de entrega de unidades das séries mais recentes do seu catálogo.

Mas o que oferece este processador?

Apesar de voltar às prateleiras, este processador em questão, sem suporte com Hyper Threading, vem equipado com 2 núcleos e 2 threads com uma velocidade de 3.2 Ghz. Este pode ser utilizado com qualquer socket 1150. Portanto, estamos perante um componente com foco em máquinas básicas.

Em suma, é importante referir que não é de todo recomendado para máquinas gaming ou máquinas  para processamento mais exigente.

Partilha este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *